CresceBrasil.com

17/10/2010

Bolsa Família e o Futuro do Brasil

Filed under: CresceBrasil,Eleições,Tópicos Recentes — Tags: , — Renato @ 15:49


Quanto mais próxima e provável a continuação do programa Bolsa Família por um novo presidente em 2011 mais relevante e atual considero as palavras do pastor americano Adrian Rogers (1931-2005) presentes numa série de sermões de 1984 (segundo Wikipedia e no seu livro “Ten Secrets for a Successful Family: A Perfect 10 for Homes that Win“, página 138):

You cannot legislate the poor into freedom by legislating the wealthy out of freedom. What one person receives without working for, another person must work for without receiving. The government cannot give to anybody anything that the government does not first take from somebody else. When half of the people get the idea that they do not have to work because the other half is going to take care of them, and when the other half gets the idea that it does no good to work because somebody else is going to get what they work for, that my dear friend, is about the end of any nation. You cannot multiply wealth by dividing it.

As palavras do  pastor Adam Roger continuam no mesmo livro:

Something very sad has happened in America. the hippies and flower children of the sixties – who went around smoking dope, crying out about peace and free love, and urging kids to “turn on, tune in, and drop out”- took off their tattered jeans and their beads, trimmed their hair, put on suits, and went to Washington… We raised a generation that did not understand or value the work ethic.

O grifo é meu. Substitua America por Brasil, flores e hippies por socialismo e terrorismo (alguns podem argumentar que era guerrilha e não terrorismo), Washington por Brasília e você vai entender onde entra o Bolsa Família do título deste artigo.

É conveniente defender a idéia de que famílias precisam de dinheiro pra sustentar seus membros. É mais conveniente ainda distribuir dinheiro da maneira socialista, como o Bolsa Família faz, contrariando a base democrática e capitalista eleita pela população brasileira nos anos 80′s e consolidada nos anos 90′s, só para ter ganho político em manobra egoísta de governantes que desejam se manter no poder. Mas os grandes elefantes brancos no meio da sala não são abordados por ninguém: o analfabetismo, a burocracia e corrupção que impedem o brasileiro de trabalhar de forma eficiente, a falta de um líder da nação que inspire e faça seu povo avançar para um futuro tecnológico, econômico, social e político muito melhor do que o caos dos anos 60′s no Brasil.

Eleições 2010: onde está o líder que o Brasil tanto necessita?

28/09/2010

Informação em primeiro lugar, please.

Filed under: CresceBrasil,Eleições,Tópicos Recentes — Tags: — Sidney @ 22:14

Por Sidney Diniz

Como sabemos, o sistema eleitoral americano está estabelecido há muito mais tempo que o sistema eleitoral brasileiro.

Nos EUA além das campanhas oficiais, ainda existe a cobertura jornalística, que também serve de modelo para a cobertura das eleições brasileiras.
Há nos EUA ainda, um mercado editorial infinitamente maior e mais estabelecido que o brasileiro.

Desde muito tempo existe uma produção editorial que antecede as eleições e que fornece, ao eleitor, uma quantidade razoável de informações que o auxiliam na escolha de Seu candidato.

As biografias – autorizadas ou não – contribuem para a formação do pensamento e da decisão do eleitor médio, ou minimamente interessado.

Assim foi com Reagan, Bill Clinton, George Bush e Barack Obama.
Existia uma produção editorial antes de sua eleição.
No Brasil, ao contrário, só Fernando Henrique tinha alguma coisa publicada, mesmo assim voltado apenas para seu pensamento acadêmico e sem pretensão de formar uma diretriz de pensamento mais elaborado sobre sua maneira de pensar e fazer política. Tanto que foi utilizada amplamente pelos adversários políticos para dizer ao eleitor como ele mudou de opinião com o passar dos anos.

Fato é que se o Brasil tivesse uma produção editorial mais madura, poderíamos ter um pouco mais de referência para estabelecer nossas decisões políticas.
É certo que ter uma produção editorial não significa extamanente uma garantia de sabedoria ou mesmo de eficiência, já que temos o exemplo prático de Bush que pregava uma política externa baseada na humanidade e o povo americano descobriu, após sua eleição, que na verdade seu governo seria uma grande incógnita.

Também não podemos ignorar que um país que votou uma lei chamada “ficha limpa” apenas no ano de 2010 não pode ter uma preocupação extrema com o nível de informação a que o eleitor tem acesso. Convenhamos, debates políticos com 1 minuto de resposta para cada rodada de perguntas não é, e nunca será, suficiente para que um eleitor forme sua opinião sobre um candidato ou legenda.
Estamos caminhando, mas o caminho ainda está bem no início. Ou se formos parafrasear o universo literário, não saimos sequer do prefácio

20/08/2010

Não precisamos mais de horário político gratuito.

Filed under: CresceBrasil,Eleições,Tópicos Recentes — Tags: — Sidney @ 1:18

Por Sidney Diniz

Há anos os veículos de comunicaçāo tem aprimorado sua cobertura das eleições.
Desde as diretas já os debates foram melhorando.
Até os erros ajudaram a formatar o sistema de cobertura atual.
Lula perdeu eleiçāo, Collor sofreu impeachment, Itamar pulou carnaval, FHC fez o real e outros tantos acontecimentos vieram.
Na última eleiçāo à presidência a Globo montou uma cobertura móvel por önibus e avançou. neste ano está usando dois aviões – Seguindo o modelo americano, mais especificamente do New York Times na campanha de eleiçāo do Obama. Sem falar as sabatinas dos jornais, os debates nos canais de tb, que se estapeiam para ver quem faz o primeiro debate, quem faz o último, além dos sites, dos colunistas, dos articulistas e afins.
Com o crescimento exponencial de canais, veículos de comunicação, o horário nobre e gratuito nas TVs e nas rádios tornou-se dispensável.
Tem candidato inclusive que tem mais tempo nos debates e na cobertura que no próprio horário gratuito. Logo, podemos abdicar desta prática que nāo contrbui em nada para o processo eleitoral.

Eleições 2010 - Horário Eleitoral

16/08/2010

Eleições 2010. O líder que o Brasil precisa está entre nós.

Filed under: CresceBrasil,Eleições,Tópicos Recentes — Tags: — Renato @ 20:34

15/08/2010

Convertendo Política Pública em Ação Pessoal

Filed under: CresceBrasil,Queremos um Líder,Tópicos Recentes — Tags: — Renato @ 12:45

A empresa americana IDEO tem a iniciativa de tocar um projeto aberto de design abrangendo áreas sociais, pessoais, bem como corporativas e de produtos. Um site interessante é “Patterns – Design Insights Emerging and Converging” e sua última edição é sobre mudança comportamental em escala.

É um artigo muito alinhado com a proposta do CresceBrasil.com de levar ao Brasil idéias de fora que possam mudar nossa sociedade para fazer emergir uma base de classe política mais justa, educada e que possa criar lideranças e eliminar a demagogia e populismo.

14/08/2010

O Que É Moralidade?

Filed under: CresceBrasil,Tópicos Recentes — Renato @ 23:27

Vídeo interessante do professor de Behavioral Economics, Dan Ariely, sobre moral e trapaceadas. Muito interessante a conclusão de alguns fatores que as pessoas levam em consideração quando vão trapacear ou não.

11/06/2010

Cadê o Lula e os 300 membros da comitiva da paz?

Filed under: Eleições,Tópicos Recentes — Tags: , , — Renato @ 1:02

Quando leio passagens como a seguinte, publicada no The New York Times tenho calafrios em pensar os assessores do Presidente Obama sussurando idéias de guerra ou apoio à intervenção militar no Irã.

The administration does not talk about them much, at least publicly, but they include old-style military containment and an operation known informally at the C.I.A. as the Braindrain Project to lure away Iran’s nuclear talent. By all accounts, Mr. Obama has ramped up a Bush-era covert program to undermine Iran’s nuclear weapons infrastructure, and he has made quiet diplomatic use of Israel’s lurking threat to take military action if diplomacy and pressure fail.

Mas pior do que isso é pensar no oportunismo do Presidente Lula em fazer teatro internacional ao levar 300 assessores pra uma viagem de paz, mas falhar da forma mais simples em demonstrar um atributo básco de liderança e não dar continuidade, execução.

Enquanto Obama tem que enfrentar alguns obstáculos imensos, internos e externos, Lula só  parece se preocupar em manter o show andando por mais alguns meses.

Mas muito pior ainda é pensar que muito provavelmente da próxima eleição não vai sair um líder de verdade.

15/05/2010

A hora e a vez da mulher. Amadurecemos.

Filed under: Eleições,Tópicos Recentes — Tags: — Sidney @ 23:32

Por Sidney Diniz

O dia da mulher já passou, o dia das mães também. Estes dias homenageiam aquelas que são a representação mais completa do alicerce da vida.

No entanto, o Brasil hoje caminha para escolha de uma delas à Presidência da República.

Há pouco mais de 20 anos reconquistamos o direito ao voto direto. Há menos de cinco discutíamos a cota de participação da muilher na política.

É certo que essa eleição de 2010 será polarizada entre o Serra e a Dilma – nesta ordem, mas temos também a Marina Silva”correndo por fora”.

A tarefa de cada uma das duas é quase tão grande quanto foi a de Obama. Com apenas algumas diferenças entre o Brasil e os EUA.

A nossa discussão será menos enfadonha ou sexista. Ela será baseada mesmo nas propostas de governo – em menor importância e no quanto cada um dos candidatos representam seus respectivos padrinhos (Fernando Henrique e Lula, respectivamente) em maior relevância.

Marina Silva está viajando pelo mundo. Conhecendo a comunidade intelectual de vários países e apresentando-se com duas boas plataformas – Meio Ambiente – a razão de seu reconhecimento internacional e Educação – Discurso novo que vem a ser a alavanca de projeto de governo mais importante, por envolver planejamento, execução e projeção do país que queremos ser.

Seja qual for seu candidato, saiba que iniciaremos um novo ciclo e uma nova maneira de pensar o país. Uma forma que não é revolucionária nem inovadora. Acho até mesmo que se Serra ganhar, sairá aquela coisa meio feminina de fazer as coisas com a austeridade que as donas de casa utilizam para conduzir suas famílias. Mais feminino impossível.

O discurso partidário como o feito por Diogo Mainardi que diz que o Brasil vai retroceder e deixar de cumprir contratos caso uma delas seja eleita é puro sexismo e não está sequer baseado no plano de governo de cada uma das 3 pontas.

Se puder opinar, eu diria que a democracia no Brasil é aquela que mais amadureceu e a que melhor comporta linhas de pensamento distintos em comparação a americana, francesa, alemã, boliviana, argentina. Talvez só a democracia chilena seja melhor estabelecida que a nossa. Resta agora nós, que somos o instrumento desta madura democracia, assimilar esta maturidade do sistema em nosso dia-a-dia e em nosso voto.

Alguém aposta que não teremos uma mulher como presidente da república no próximo pleito?

12/04/2010

Índice de Corrupção Percebida 2009

A organização Transparência Internacional publicou o novo relatório sobre o índice de corrupção percebida com dados até 2009.Índice de Corrupção Percebida 2009 - Transparência Internacional

Numa comparação ano a ano com outros países da América do Sul, o Brasil ainda tem muito o que melhorar. Apesar de ter iniciado melhora nos últimos dois anos, ainda não alcançou o nível de 2002.

Esse índice reflete opiniões de especialistas de várias partes do mundo, incluindo especialistas dos próprios países analisados e varia de 0 (pior) a 10 (melhor).

18/02/2010

Café São Bento

Filed under: CresceBrasil,Tópicos Recentes — Renato @ 0:09

Mosteiro São BentoEm um passeio que talvez seja atípico para boa parte dos paulistanos que vivem e trabalham em São Paulo, depois de muitos anos longe do centro da cidade, resolvi passear de metrô e ir até o Largo do São Bento para ver a mostra de arte contemporânea do Colégio São Bento (até 21/2/2010).

Os detalhes da visita do Colégio ficam para outro artigo, agora, só o relato de uma agradável surpresa, senão para o espírito, pelo menos para o paladar. Na saída do Colégio, em agradável compania de um ex-aluno da década de 50, meu pai, passei no Café São Bento para experimentar alguns dos bolos preparados pela padaria do mosteiro. Segundo o site do mosteiro, desde 1999 esse café  passou a oferecer ao público bolos, pães, geléias, biscoitos, cujas receitas são seculares, e estavam guardadas no arquivo da abadia.

Só me arrependo não ter trazido mais bolos Dom Bernardo de volta pra casa, na Flórida.

Older Posts »

Powered by WordPress